A certificação de Ventiladores passou a ser compulsória em janeiro de 2012.

1. Objetivos da certificação de ventiladores

A certificação de ventiladores se fez necessária após a constatação de que estes aparelhos apresentam riscos à saúde dos consumidores, até então as hélices eram acessíveis ao toque, além de ter sido identificado perigo em relação ao calor e choques elétricos.

2. Regulamentação

  • Portaria INMETRO nº20 de 18.01.2012.

3. Datas chave

  • 18 de janeiro de 2012;

Portaria INMETRO nº20.

  • 19 de dezembro de 2013;

Portaria INMETRO nº611.

4. Características de ventiladores que precisam de certificação

Estão inclusos na certificação de ventiladores os seguintes aparelhos:

  • Ventiladores de mesa;
  • Ventiladores de parede;
  • Ventiladores de pedestal;
  • Circuladores de ar ou aparelhos semelhantes.

5. Modelos de certificação

Dois modelos de certificação são aplicáveis a ventiladores, sendo de escolha do fornecedor/fabricante determinar qual será utilizada pelo OCP, são elas:

  1. Modelo 5 – Ensaio de tipo, avaliação e aprovação dos Sistemas de gestão do fabricante, e acompanhamento através de auditorias no fabricante e ensaio em amostras retiradas no comércio;
  2. Modelo 7 – Ensaios de lote;

6. Etapas da certificação

MODELO 5

A certificação modelo 5 consiste basicamente em três etapas:

  • Avaliação inicial;
  • Solicitação da Certificação;
  • Auditoria inicial.

A certificação modelo 7 consiste basicamente em cinco etapas:

  • Avaliação inicial;
  • Solicitação da Certificação;
  • Plano de Ensaios;
  • Emissão do Certificado de Conformidade;
  • Registro do Objeto.

7. Ensaios aplicáveis

Os ventiladores devem ser submetidos aos seguintes ensaios:

  • Ensaios de Segurança;
  • Ensaios de Eficiência energética;

8. Duração do processo de certificação

O processo de certificação tem duração média de 6 meses, podendo variar de acordo com algumas situações, como atraso no envio da documentação ao OCP, ou reprova em algum dos testes.

9. Por quanto tempo meu certificado é válido?

Para ventiladores, é preciso realizar a manutenção do certificado a cada 12 meses.

10. Produto no ponto de venda

Os ventiladores poderão ser comercializados apenas se possuírem, de forma clara e visível ao consumidor, a Selo de Identificação da Conformidade ou da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE, pertencente ao Programa Brasileiro de Etiquetagem – PBE.

♦ Agora que já sabe mais sobre Certificação de Ventiladores, qual será seu próximo passo?

Quero falar com um especialista em Certificação de Ventiladores!

→ Quero saber mais sobre o ICBr!

Quero solicitar um orçamento!