A certificação de Bens de informática é voluntária desde abril de 2012.

 1. Objetivos da certificação de Bens de Informática

A certificação de Bens de Informática é voluntária, ou seja, não é obrigatória, mas é um grande diferencial no mercado, pois visa à diminuição de acidentes, o aumento da qualidade e diminuição do consumo de energia dos produtos.

2. Regulamentação

A certificação de Bens de Informática está de acordo com:

  • Portaria INMETRO nº 170/2012

3. Datas chave

  • 10 de abril de 2012;

Portaria INMETRO nº170

  • 21 de agosto de 2015;

Portaria INMETRO nº407

4. Bens de Informática que incluídos certificação

Equipamentos bancários

  • Caixa de autoatendimento bancário;
  • Terminais de consulta e autoatendimento;

Máquinas de processamento de dados e texto de equipamentos associados

  • Servidores;
  • Terminal Cliente (thin client);
  • Equipamento para armazenamento de dados (storages);
  • Estação de trabalho (workstation);
  • Computadores de mesa;
  • Computadores de mesa integrados;
  • Computadores portáteis (notebook, laptop e netbook):
  • Equipamento digitalizadores de texto e imagem (scanners);
  • Impressoras;
  • Plotters;
  • Monitores;

Equipamentos eletroeletrônicos para use em escritórios

  • Calculadoras;
  • Copiadoras;
  • Fragmentadora;
  • Equipamento manipulador de folhas de papel;
  • Maquinas de triagem de papel;
  • Encadernador elétrico;
  • Grampeador elétrico;

Outros equipamentos de tecnologia da informação

  • Projetores e Datashow;
  • Fontes de alimentação chaveadas para equipamentos de Tecnologia da Informação.

5. Modelos de certificação

Dois modelos de certificação são aplicáveis a bens de informática, sendo de escolha do fornecedor/fabricante determinar qual será utilizada pelo OCP, são elas:

  1. Modelo 5 – Ensaio de tipo, avaliação e aprovação dos Sistemas de gestão do fabricante, e acompanhamento através de auditorias no fabricante e ensaio em amostras retiradas no comércio;
  2. Modelo 7 – Ensaios de lote;

6. Etapas da certificação

MODELO 5

A certificação consiste basicamente em três etapas:

  • Avaliação inicial;
  • Avaliação da manutenção;
  • Avaliação da recertificação.

MODELO 7

A certificação consiste apenas em uma etapa:

  • Avaliação inicial.

 7. Ensaios aplicáveis

Os bens de informática devem ser submetidas aos seguintes ensaios:

  • Ensaios de Segurança elétrica;
  • Ensaios de Eficiência energética;
  • Ensaios de Compatibilidade eletromagnética.

8. Por quanto tempo meu certificado é válido?

O Certificado de Conformidade é válido por 2 (dois) anos, com manutenções anuais.

9. Produto no ponto de venda

Os Bens de informática têm duas opções de modelos de selo, que servem para que o consumidor identifique e que dão destaque ao produto no ponto de venda. Um deles é “Segurança e Desempenho”, abrangendo segurança, EMC e eficiência energética, de uso exclusivo e obrigatório para computadores de mesa (desktops) e computadores portáteis (notebook, laptop e netbook). O outro modelo é “Segurança”, abrangendo segurança e EMC, de uso obrigatório para todos os outros equipamentos abrangidos por pela Portaria INMETRO nº170.

♦ Agora que já sabe mais sobre Certificação de Bens de Informática, qual será seu próximo passo?

→ Quero falar com um especialista em Certificação de Bens de Informática!

→ Quero saber mais sobre o ICBr!

→ Quero solicitar um orçamento!